sábado, 19 de julho de 2014

#21 - Que time é esse? - Associação Atlética Ferroviária de Assis

Fim do especial de Copa, e voltamos ao normal no "Que time é esse?". Posts voltarão a ser feitos apenas aos sábados!

O clube foi fundado no dia 01 de maio de 1927, suas cores são vermelho e branco, suas raízes estão ligadas às ferrovias, no total teve 18 aparições no profissional, mas em nenhuma obteve um grande desempenho, sua derrocada se iniciou após uma derrota para o Marília AC em 1967, iniciando uma grande crise no clube e a ascensão do outro clube da cidade (VOCEM). O time de hoje é a Associação Atlética Ferroviária de Assis/SP (437 km de distância da Capital).

História

Time da Ferroviária de 1946/47. (Foto: Ajorb)
A  A.A.F.A. – Associação Atlética Ferroviária de Assis é uma agremiação do município de Assis/SP, nasceu como time amador em torno da vida Ferroviária, especificamente ao redor da Estrada de Ferro Sorocabana. O clube foi fundado no dia 1º de Maio de 1927, em sua maioria, por funcionários da antiga Estrada de Ferro Sorocabana, sediados na cidade.

Seu estádio é o Dr. Adhemar de Barros, com capacidade para 1000 torcedores, surgindo gradativamente; primeiro o campo, depois as arquibancadas, os vestiários, e por fim a iluminação.. Por isso é conhecida como "Vermelhinha da Rua Brasil". Muito acanhado para os padrões de hoje, está visivelmente sofrendo com a ação do tempo sem manutenção.

Fachada do estádio da Ferroviária. (Foto: Jogos Perdidos)
Arquibancadas do estádio. (Foto: Jogos Perdidos)


Também conhecida como “Veterana” e “Vermelhinha de Assis“, marcou época disputando a Divisão de Acesso, onde atuou de 1949 até 1952, até ser rebaixada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), em razão da criação de uma lei que exigia que as cidades tivessem um mínimo de 50 mil habitantes.

Retornou à Segunda Divisão (atual A2) em 1958 e permaneceu até o ano seguinte. A partir de 1960, disputou a terceira divisão, até 1976, quando encerrou suas atividades.

Em nenhuma dessas 18 participações, tanto na segunda quanto na terceira divisões, a Ferroviária não fez campanhas de destaque. Nas participações na segundona, campanhas fracas e nem de perto a equipe ficou próxima da elite estadual. Nas 12 vezes em que disputou o terceiro nível estadual, poucas foram as classificações para a segunda fase, e na maioria das vezes a agremiação caiu logo na fase inicial.

Elenco da década de 60. (Foto: As mil camisas)
Em 1957 e 1958, o clube realizou dois amistosos com o São Paulo FC, sendo que no primeiro empatou em 1 a 1 e no segundo foi goleado por 5 a 2. Ambos os jogos aconteceram em Assis.

Seus times revelaram, ao longo dos anos, vários jogadores conhecidos, como o goleiro Lindolfo que jogou na Portuguesa da Capital, Macareí e Jérson, jogadores conhecidos e queridos no futebol de Assis. Ainda tem muitos admiradores da “velha guarda” que relembram com nostalgia os seus feitos e passagens pelos campeonatos da Federação.

Elenco de 1967. (Foto: Jogos Perdidos)
Em 1967, o clube perde uma partida decisiva contra o MAC (Marília Atlético Clube) e inicia-se uma crise agravada ainda mais com a ascensão de outro time da cidade (VOCEM). E assim como a Estrada de Ferro começava a perder a atenção para as grandes autopistas, ocasionando altas dívidas ao clube. a Ferroviária sai do profissionalismo e é desvinculado da FPF em 1976, em detrimento do futebol moderno e caro. Mesmo fim de muitos times importantes do interior fizeram e ainda estão fazendo hoje em dia.

Os times que marcaram época como rivais da Veterana foram Ourinhense, Prudentina, São Bento de Marília, Corinthians de Presidente Prudente, ABC de Paraguaçú Paulista, Penapolense, Estrada de Sorocaba, Santacruzense e Pirajuense.

Atualidade

Hoje, o clube mantém uma área social e seu estádio ainda resiste até os dias de hoje, mas se encontra em uma situação lamentável. Sobre o profissional, infelizmente essa ideia já foi descartada por todos, até porque, a cidade de Assis já possui dois clubes no futebol profissional, que são o Assisense e VOCEM.

(Agradecimentos ao blog As mil camisas e Jogos Perdidos pelos dados e informações na matéria).

0 comentários:

Postar um comentário