sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Especial 4ª fase - Primavera

Encerrando o grupo 19, o presidente Sergio Trinca e o jornalista Manoel Messias do site AN Futebol vão falar melhor sobre a campanha do Esporte Clube Primavera na Segundona de 2014.


Portal (Giovanni) - Primavera na 4ª fase, qual seu sentimento com esse feito?
Manoel - Não sei se posso falar de sentimento porque, apesar de gostar do Primavera, sou apenas um dos tantos que gostam do clube. Mas como um dos poucos comunicadores que acompanham o clube, posso dizer que a sensação é de que este ano, pelo que vem fazendo o elenco e a Diretoria, subir parece ser o mais justo.

Sergio - Por enquanto é o sentimento de que o trabalho foi bem planejado e os frutos estão aí, mas ainda não chegamos ao nosso objetivo.

Portal (Giovanni) - Qual jogo mais marcante para você até o momento dessa temporada do clube?


Manoel - Foram no mínimo, três até agora: A Goleada sobre o Paulínia, por 5 x 0 em Indaiatuba, de quem o Primavera não conseguia ganhar. O Empate em 0x0 em Santos contra a Portuguesa, fundamental para continuar sonhando com a 3ª fase já que havia caído de produção e perdido duas seguidas e a vitória já nesta fase em Atibaia, por 2 x 1 , já que uma derrota ou empate colocaria o time no bolo e aumentaria a pressão psicológica.

Sergio - Eu diria dois: A Vitória em casa contra a Portuguesa Santista e o Jogo em Atibaia contra o mesmo.


Primavera 5 x 0 Paulínia - Primeira Fase (AN Futebol)
Portal (Giovanni) - Na parada do campeonato para a Copa do Mundo, o clube sofreu uma certa turbulência com a saída do José Luis Drey e do goleiro Adinam, ídolo no Primavera. Nesse momento você achou que isso poderia custar a boa campanha do clube?

Manoel - Não somente eu mais maioria dos que acompanham o clube, seja como torcedor ou como comunicador. Foi a primeira vez que o bom, José Luis Dray, deixou o time que ele montara em três anos. Mas o Presidente, Sergio Trinca, não tinha outra saída senão, arriscar. Trouxe o Jenildo Cavalcante que, se esforçou mas o time demorou a pegar um novo estilo e o Trinca, teve que ousar outra vez com o Lelo Gonçalves e deu certo. 

Sergio - Achamos sim, foi um momento que achei que tudo poderia se perder pois eram 2 profissionais de alto gabarito, felizmente trouxemos substitutos a altura e o grupo assimilou.


Portuguesa Santista 0 x 0 Primavera - Segunda Fase (Facebook)
Portal (Giovanni) - O clube está na divisão desde 2008, ano após seu rebaixamento na Série A-3. Você acredita que essa é a hora do clube retornar a divisão?

Manoel - Olha, se é a hora do time retornar ou sair deste buraco chamado Segunda Divisão, isso é. Esta competição por tudo que apresenta para seus participantes e envolvidos, deve ser visto apenas como um Amador de Luxo. Desde alguns estádios, passando pelas cabines de transmissões onde são poucos os canais e cidades que transmitem jogos até a arbitragem. Muito fraca e sem nenhuma condição de alguém atuar.

Sergio - Achei que retornaríamos já o ano passado, mas tropeçamos no ultimo jogo em casa contra o Tupã qdo empataram nos ultimos minutos, isso na 3ª fase, portanto creio que este ano não podemos deixar escapar o acesso.


Elenco primaverino de 2007 que disputou a A3 daquele ano (Jogos Perdidos)
Portal (Giovanni) - O apoio da torcida está sendo essencial ao Primavera?

Manoel - Ajuda mas a torcida do Primavera não é sua, assim como a maioria dos clubes das Séries A3 e A2, são torcedores dos grandes que vão aos Estádios mas que pouco vibram. Ajudam mais no quesito financeiro, já que nesta divisão, quem consegue arrecadar 5 ou 6 mil por jogos, merece ser levado em consideração.

Sergio - Nosso público ainda é muito pequeno perto do potencial da cidade, mas já resgatamos muito em relação aos anos anteriores.


Torcida primaverina comemorando o gol (Facebook)
Portal (Giovanni) - Muitos clubes da divisão ficam devendo boa participação devido a falta de ajuda de patrocínios ou empresários. O Primavera está tendo alguma ajuda para realizar essa boa campanha?

Manoel - Até aqui, o Presidente vinha bancando tudo ou quase tudo com ajuda de alguns amigos comerciantes da cidade, simpatizantes do clube e com a Prefeitura que, ajuda dando os Ônibus para todas as categorias. No mais a boa campanha que aí está, é por força do grupo de jogadores que, querem o acesso e isso está sendo fundamental para a campanha até aqui.

Sergio - Muito pouca ajuda, na verdade os patrocínios não chegam a 60% do necessário, aí dependemos do Presidente e alguns Diretores pra arcar com o que falta, é um trabalho de muito amor eu diria. Muito coração e pouca razão.


Elenco posado na partida em Pirassununga - Segunda Fase (Facebook)
Portal (Giovanni) - O Primavera de 2010 chegou na 4ª fase do campeonato mas foi apontado por muitos como zebra, tanto é que foi o clube de pior campanha na fase. Você enxerga o time de 2014 superior ao daquele ano?

Manoel - Quem apontou o Primavera daquele ano como zebra, disse o que pensou mas não leu o que aconteceu. O elenco do Primavera daquele ano era tão bom quanto este que aí está. O que faltou naquele ano foi um compromisso maior talvez da diretoria que, sem condições financeira, já dava sinais de cansaço. E por outro lado, alguns jogadores líderes do grupo como, Palito e Rocha, insatisfeitos com valores em atrasos, tiraram o pé.

Sergio - Na verdade, quando se chega nesta última fase é imprescindível que se tenha recursos pois os gastos aumentam muito, e felizmente temos nesta fase um grupo de investidores nos ajudando.


Elenco primaverino de 2010 (Jogos perdidos)
Portal (Giovanni) - Enquanto isso, o maior rival do Primavera - Capivariano - está respirando seus dias na elite paulista. Você acha que o projeto que foi realizado no clube rival pode servir de exemplo ao Fantasma da Ituana?

Manoel - Nesta divisão não há exemplo a ser seguido. O futebol vira e mexe, eleva alguns e esfregam outros. A campanha do Capivariano, foi encabeçada pelo elenco e um patrocinador forte bancava o times. Se isso dar liga, qualquer time sobe. Em 2011, o Capivariano que subiu, era comandado por, Jenildo Cavalcante, que foi contratado pelo Primavera, para substituir, Dray e em quatro partidas, ganhou duas e perdeu outras duas. Logo dar para se concluir que não há como seguir formato de equipes que tiveram sucessos em outras edições.

Sergio - O projeto do Capivariano se escora no fato de ter tido um grande investidor no clube além evidentemente da participação do torcedor, mas sem o investidor é dificil planejar.

Portal (Giovanni) - Em anos anteriores, o Primavera deixou o acesso e classificações escaparem pelo seu desempenho em casa ser ruim mas conseguir somar pontos fora. Esse ano, o clube é um dos melhores mandantes do campeonato e constantemente está aprontando fora de casa. O Primavera, enfim, conseguiu encontrar o equilíbrio?

Manoel - Sempre dizíamos isso em nossas transmissões, pela radio anfutebol.com.br que no dia que o Primavera souber disputar e ganhar seus jogos em casa, sobe. Porque fora, o time dificilmente é derrotado e isso pode ser um bom sinal porque em 2014, dos 10 jogos em casa, ganhou 9.

Sergio - Isso mesmo, hoje temos um time maduro e experiente na divisão, mantivemos 9 jogadores da equipe do ano passado além de 5 jogadores da Copa São Paulo, isso traz um entrosamento que hoje se reflete dentro do campo.

Portal (Giovanni) - Qual o principal fator para que o clube chegasse até aqui?

Manoel - Apenas jogar futebol, não sobe. É precisa jogar, saber jogar, ganhar, empatar e quando perder, saber onde errou mas, o que difere este elenco dos demais é o compromisso e foco. No time de 2014, apenas um jogador, ditava o ritmo das conversas do grupo, Palito. Quando ele falhou ou foi deserdado, o elenco caiu por inteiro. Já no elenco de 2014, vários atletas falam no grupo e mesmo assim, pregam as mesmas coisas.  Porque é de um clamor geral no elenco que, eles querem o acesso.

Sergio - União do grupo, comissão técnica competente, e uma preparação física invejável.

Portal (Giovanni) - Pensando na Segundona: Você mudaria em alguma coisa no campeonato para o ano que vem?

Manoel - Tem muita coisa para mudar em qualquer competição. Nesta, especificamente, eu reduziria a quantidade de grupos e fases e colocaria em um formato mais enxuto. Poderia ser com 30 equipes já que muitas delas param pelo caminho e depois de um todos contra todos, apenas em turnos, tiraria os 8 melhores em pontuação de onde subiriam quatro.

Sergio - Algumas com certeza, mas a principal é na formação dos grupos para a 4ª fase que entendo que deveria ser dirigida e não pré estabelecida, veja o exemplo de hoje:
As 4 equipes de melhor campanha em todo campeonato ou seja, pela ordem
1º Olímpia
2º Primavera
3º Grêmio Prudente
4º Nacional

Todos na mesma chave decisiva, uma injustiça enorme, claro quem sem menosprezar as outras equipes.

Deveria ser formada da seguinte maneira:
1º melhor colocado
4º melhor 2º colocado
3º melhor 1º colocado
2º melhor 2º colocado e assim subsequente.

Portal (Giovanni) - Para finalizar, uma pergunta simples mas que exige sinceridade: Você acredita no acesso do Primavera?

Manoel - Não só acredito mas, espero porque para nós que divulgamos e acompanhamos, seria muito bom. Apesar de algumas mudanças não muito simpáticas de vetar as coberturas em treinamentos de uns 30 dias pra cá, ainda esperamos que ele saia deste buraco. Obrigado pela Entrevista, consideração e prestígio.

Sergio - Nunca tive duvidas esse sempre foi nosso objetivo, trabalhamos pra isso, só temi na época da saída do Luiz Drey, mas resolvemos.


Agradecemos a participação dos torcedores na entrevista. O Portal da Segundona deseja boa sorte para o Tricolor Indaiatubano na luta pelo acesso.

0 comentários:

Postar um comentário