terça-feira, 23 de setembro de 2014

Especial 4ª fase - Taboão da Serra

Depois da entrevista com a torcida do Nacional, chegou a hora do Gerson Gonçalves, blogueiro do Jogo Limpo e Lucas Brando, gestor de futebol, contando um pouco mais sobre a campanha do CATS na Segundona.



Portal (Giovanni) - Taboão da Serra na 4ª fase, qual seu sentimento com esse feito?

Gerson - O sentimento é de satisfação e alívio; desde o rebaixamento da equipe em 2012, ficou a sensação de que vivemos num inferno, 2013 foi um ano sofrido de transição para a equipe, mas que serviu para fortalece-la dentro e fora das 4 linhas e o resultado é esta campanha que espero que nos leve de volta a elite do futebol paulista.

Lucas - Quem conhece o CATS, sabe que o clube é repleto de pessoas comprometidas e coerentes. Meu sentimento é de total satisfação, por fazer diretamente parte disso. Estou vivendo intensamente, a chance de viver mais um acesso. Temos o foco no título, não apenas no acesso.

Portal (Giovanni) - Qual jogo mais marcante para você até o momento dessa temporada do clube?

Gerson - Na temporada como um todo, não posso deixar de citar o jogo pelas 4ª de final da Copa São Paulo deste ano, diante do Santos F. C. na Arena Barueri, apesar da derrota 3 x 0, esta foi a partida que corou a melhor campanha da história do Cão Pastor, no que chamamos aqui em Taboão da Serra, de Copa do Mundo do Futebol de base.

Lucas - Durante a temporada, existiram jogos que ficarão marcados na memória de todos. Todavia, destaco a virada sobre a Pirassununguense e a surpreendente vitória fora de casa, contra o União São João.

Taboão da Serra 3 x 2 Pirassununguense - 3ª fase (Youtube)
Portal (Giovanni) - No início do ano, o Taboão da Serra foi destaque nacional por causa da sua campanha na Copa São Paulo de Futebol Júnior, alcançando a 5ª colocação de quase 100 participantes. Essa campanha foi fundamental para ser aplicada na Segundona?

Gerson - Com certeza sim, toda a base de planejamento para temporada 2014 do Cão Pastor, partiu da montagem da equipe para a Copa São Paulo, depois de uma esmerada seletiva de jogadores no final de 2013, que acabou por revelar o centro avante Gustavo, que hoje está no Criciúma, disputando o Brasileirão série A, foi montada a equipe que impressionou na Copinha e que faz esta bela campanha no estadual 2ª Divisão.

Lucas - Por mais que a campanha do Taboão tenha sido uma surpresa para todos, por nós ela já era bastante esperada! Sabíamos do nosso potencial desde o início, uma vez que tivemos dois titulos, de três campeonatos Sub 20 que disputamos antes da Copa SP, além da vitória de 3 a 0, sobre o Corinthians. Porém a campanha na Segundona, não se deve à Copa SP. A equipe é outra, conseguimos ter um bom aproveitamento financeiro desse feito histórico, revelamos promessas para o futebol brasileiro, que hoje estão tendo êxito em clubes de elite nacional. Ambas as campanhas, se devem ao bom trabalho executado pela diretoria, ao montar os elencos.

Gustavo, o principal destaque do CATS na Copinha, hoje no Criciúma/SC. (Futbolando)
Portal (Giovanni) - O clube está na divisão desde 2012, 2 ano após seu rebaixamento na Série A-3. Você acredita que essa é a hora do clube retornar a divisão?

Gerson - Sim, claro; está acontecendo aqui em Taboão da Serra, um grande envolvimento de diversos setores em prol da equipe; a começar pelo Governo da cidade, a Prefeitura de Taboão da Serra se empenhou em preparar a infraestrutura necessária para o clube, para isso reformou o Estádio, que em 2012 esteve fechado por não ter atendido as exigência da FPF e isso contribuiu muito para a queda do time para a série B; foi introduzido o gramado sintético, reformado vestiários, as arquibancadas e as cabines de imprensa. além de apoiar os deslocamentos da equipe e torcedores, nas viagens do clube. A Secretaria de Esporte da cidade fez diversas parcerias com o clube, que visam a formação de atletas, não só no futebol como em outros esportes também; como o futsal por exemplo. Os empresários da cidade também não ficaram de fora e entraram no projeto que tem por objetivo levar o Valente Cão Pastor o mais longe possível; a meta da diretoria que o clube chegue à série A-1 até a próxima Copa do Mundo, a situação é propícia, resta trabalhar e acreditar.

Lucas - Independente da divisão, o CATS vive hoje o seu melhor momento. Em termos de gestão profissional, organização e estrutura física. Quando disputamos a A3, tínhamos uma receita bastante limitada e comprometida, feita praticamente pela família dos dirigentes, e não tínhamos um bom estádio e local de treino. Hoje, podemos "bater no peito" e gozar do apoio da prefeitura e de todos os envolvidos. Esses fatores são determinantes para o clube ser superior aos clubes que estão na divisão.

Portal (Giovanni) - O apoio da torcida está sendo essencial ao CATS?

Gerson - O auge do apoio da torcida em relação a equipe aconteceu na Copinha, quando em todos os jogos o Canil esteve lotado, já no estadual, a média não é alta, mais é necessário ressaltar o constante apoio da Torcida Super Raça Taboão, que jamais abandona o time.

Lucas - De certa forma sim. A torcida é presente e frequente dentro ou fora de casa. Porém, considero que ao mesmo tempo, que na Copa SP a torcida é expressiva, na Segundona ela é minúscula. Ainda sim, é um fator determinante.

Torcida Super Raça Taboão (Facebook)
Portal (Giovanni) - Muitos clubes da divisão ficam devendo boa participação devido a falta de ajuda de patrocínios ou empresários. O Taboão da Serra está tendo alguma ajuda para realizar essa boa campanha?

Gerson - Como já disse lá atrás, o CATS vive um momento em que a cidade está junto com o clube, os órgãos do governo e alguns empresários estão dando um apoio fundamental para esta campanha da equipe.

Lucas - Como gestor, procuro sempre ajudar o CATS da melhor maneira possível. O clube possui seus patrocinadores, mas os mesmos mudam constantemente. O clube investe muito. O valor do bicho oferecido aos atletas, é similar ao oferecido por clubes de primeira divisão. Além das condições de trabalho (academia, alojamentos, estádio, alimentação). Esses são fatores que dificulta campanhas e investimentos de equipes da divisão.

Portal (Giovanni) - O CATS já possui uma certa tradição na fase final, uma vez que já foi campeão da Série B-2 (extinta quinta divisão) em 2004 e recentemente a Segunda Divisão de 2010. Essa experiência pode ser fundamental para esse ano novamente?

Gerson - Pode ter certeza disto; esta experiência é de fundamental importância, num momento decisivo como este quando os detalhes podem pesar de maneira direta numa conquista tão importante como esta.

Lucas - Quando o CATS chega, não fica pelo caminho! Essa experiência, serve para exigir e motivar os atletas, além de impor respeito diante dos demais. A diretoria é a mesma dos outros acessos e sempre busca se atualizar.

Portal (Giovanni) - Além do profissional, dá pra perceber que o clube trabalha firmemente nas categorias de base, sendo um dos poucos clubes a participar de todos os campeonatos da base organizados pela FPF (Desde o sub-11 até o sub-20). Essa seria a receita do Taboão para o sucesso?

Gerson - Sem dúvida alguma; o trabalho de base do Cão Pastor supera o objetivo de revelar jogadores de futebol, este trabalho tem como meta principal, antes de descobrir talentos esportivos,  tirar jovens das ruas e formar cidadãos dignos que possam se realizar como pessoas e contribuir como o progresso de Taboão da Serra.

Lucas - Sem duvidas, pois base é tudo para potencializar a receita e gestão de um clube. Investindo no esporte, automaticamente o clube investe em educação e na parte social dos envolvidos. Essas participações, são parte de um planejamento para os atletas chegam adultos no plantel profissional (tecnicamente e fisicamente). O Taboão da Serra, usa duas equipes para o Sub 20: uma para a disputa do Paulista da Segunda Divisão e outra que é preparada durante o ano inteiro para a Copa SP.

Elenco do Taboão da Serra na Copa São Paulo de Futebol Jrs. 2014 (Taboão em Foco)
Portal (Giovanni) - Dos quatro integrantes do grupo, o CATS é o que possui melhor campanha sobre os outros. Isso pode vim se tornar algo positivo?

Gerson - Na minha opinião; o retrospecto é importante, mas não determinante, é só uma variável da equação, se ficarmos preocupados com o que já fizemos lá atrás, podemos ter surpresas desagradáveis, mais se focarmos na competição respeitando aos adversários, pode ser que isto se torne um trunfo no final.

Lucas - Na teoria não, o campeonato muda a cada fase. No outro grupo (Nacional, Primavera, Grêmio Prudente e Olímpia), estão as quatro melhores equipes da classificação geral e só duas irão subir. Na prática, isso pode ser positivo, somando empenho e responsabilidade dos atletas.

Portal (Giovanni) - Qual o principal fator para que o clube chegasse até aqui?

Gerson - Numa competição tão acirrada como esta, não existe uma receita de sucesso, para chegar longe é necessário planejamento, muita determinação e trabalho, entrosamento entre atletas comissão e diretoria, e por que não contar com um pouquinho de sorte que é sempre bem vinda né.

Lucas - Experiência, coerência, comprometimento e correção de erros. O clube teve 3 equipes totalmente diferentes durante o estadual. O treinador Nei Silva, conseguiu trazer as peças adequadas para compor o elenco e corrigir os erros.

Taboão da Serra campeão da Copa Know How 2013 (Facebook)
Portal (Giovanni) - Pensando na Segundona: Você mudaria em alguma coisa no campeonato para o ano que vem?

Gerson - Sinceramente eu acho a nossa querida Bzinha uma competição dura e desgastante, o custos são altos e o retorno digamos é nulo, mais na minha opinião a melhoria deste campeonato não está isolado de uma reformulação do calendário brasileiro.

Lucas - Estudei direito desportivo e sei das dificuldades das equipes. Para se filiar à federação e participar do torneio, é necessário um valor milionário, o que é praticamente impraticável para uma equipe da última divisão estadual. Por isso, muitas equipes buscam a aquisição de CNPJ, de equipes inativas. Todavia, isso cada vez mais difícil devido as dividas dessas equipes. Creio que a FPF, poderia minimizar algumas dessas dificuldades financeiras, compensando em exigências de profissionalismo das entidades.

Portal (Giovanni) - Para finalizar, uma pergunta simples mas que exige sinceridade: Você acredita no acesso do Taboão da Serra?

Gerson - Ah claro; analisando todos os aspectos, os fatos dizem que meu querido Cão Pastor está no páreo par subir e eu acredito piamente, que a série A-3  2015 terá o Taboão da Serra e outros 19, com todo o respeito.

Lucas - O CATS tem tudo para virar uma potência, como Audax e Red Bull Brasil. Estamos no melhor momento de nossa história e não vamos morrer na praia.. Porém, a equipe precisa se atentar nos detalhes e buscar evoluir, pois as demais equipes estão evoluindo à cada partida. Fazer nossa parte em casa, é o primeiro passo para fechar esse ano único.

Agradecemos a participação dos torcedores na entrevista. O Portal da Segundona deseja boa sorte ao Cão Pastor na luta pelo acesso.

0 comentários:

Postar um comentário